Pontos Gatilho ou "Trigger Points" : a importância da massagem

 

 

Com o estresse atual pela correria do dia a dia e maior exigência do trabalho e afazeres grande parte da população se queixa muito de dores nas costas, ombro e pescoço, isso se deve em grande parte pela presença de áreas de tensão nos músculos do sistema da mastigação chamados de pontos-de-gatilho que costumam apresentar um sintoma particular traduzido pela clara sensação de "ardor" nos músculos. Esta sensação de ardor está geralmente associada ao resíduo metabólico ácido láctico que irrita os tecidos musculares, produzido pela quebra anaeróbica do glicogênio, que acontece com esforços repetitivos ou estáticos de longa duração. Quando um músculo tem menos aporte de oxigênio, há um aumento de quebra do glicogênio, aumentando a irritabilidade e sensibilidade desta área muscular.

Essa tensão pode se manifestar como uma dor persistente, que se localizada na cabeça e freqüentemente é confundida com enxaqueca. De acordo com o professor e pesquisador Antônio Sérgio Guimarães, responsável pela equipe do Ambulatório de Disfunção Temporomandibular(DTM) e Dor Orofacial do Instituto da Cabeça, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a dificuldade em diagnosticar a DTM muscular por ponto-gatilho ocorre porque, de modo geral, o paciente se queixa de dor num local distante da origem da mesma.

Um músculo por vezes sobrecarregado e exigido além da sua capacidade de tolerância no momento é um local propenso a ocorrência de pontos de gatilho. Uma vez instalado ele pode ficar em estado de latência por muito tempo até ser ativado. Para ativá-lo basta apenas que se some a ele uma situação de stress físico e/ou emocional e uma nova sobrecarga do músculo. Quando ativado ele produz um espasmo doloroso em algumas fibras do músculo. A situação se complica quando o sistema nervoso, recebendo o sinal de dor, intervém exigindo que o músculo se contraia, numa tentativa de defendê-lo. Esta nova contração sobre o espasmo doloroso produz mais dor. Fecha-se então um ciclo vicioso em que quanto mais dor for produzida pela contração, mais contração o sistema nervoso pede ao músculo. E o que começou com algumas fibras, logo envolve o músculo inteiro e até mesmo outros próximos, abrangendo toda uma região. Como exemplo disso temos então um torcicolo ou uma lombalgia.

 

 

Onde são formados os pontos de gatilhos:

 

Dentre os músculos que estão mais aptos a desenvolver pontos-gatilho estão: Escalenos, Trapézio, Rombóides, Angular da Omoplata e Pequeno Peitoral.
Tais músculos por sustentarem o peso dos membros superiores são bastante solicitados no dia a dia, principalmente em profissões sedentárias de escritório sendo expostos a um esforço repetitivo diário.

 

Como prevenir:

 

Praticar exercício físico e alongar a região afetada, pois um músculo oxigenado e flexível é mais saudável. Quando a rotina de trabalho requer uma tensão muscular regular e prolongada como trabalho ao computador além da permanência na posição sentada por um longo período o ideal é que haja um descanso de hora em hora no trabalho para fazer alongamentos suaves e lentos além de movimentos corporais como uma curta caminhada. Massagem também, além de promover uma sensação de relaxamento e prazer, também auxilia na prevenção.

 

Tratamento:

 

Como tratamento é recomendada terapia de ponto de gatilho que consiste numa massagem própria para os pontos de gatilho localizados através de palpação onde em seguida há uma manipulação na região para desativar os pontos também com resfriamento e alongamento dos músculos, e calor ao final de cada sessão. Exercícios realizados pelo paciente em casa também são indicados.

            Dúvidas ou sugestões mande um email para: ufrj@raquelreispersonal.com

 

Todos os direitos reservados.

" Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta vitória que vence o mundo: a nossa fé." ( 1Jo 5:4)

  Site Map