A  importância do "banho de sol":
Consequência boa para os ossos e cérebro afetando positivamente a performance física

         

    sol O sol é um grande aliado para a prevenção da depressão e osteoporose, ainda melhora a absorção do cálcio no organismo, o sistema imunológico, reduz o risco de câncer e de diabetes tipo 2.

    Três diferentes pesquisas publicadas na Revista científica Neurology, periódico oficial da Academia Americana de Neurologia, demonstraram que a deficiência de vitamina D pode ser uma importante causa de déficit cognitivo e demência em idosos, muito embora a consequencia muito conhecida da deficiência de vitamina D sempre foi muito associada a problemas ósseos tantos em crianças quanto em adultos, mas recentemente, descobriu-se outra importância da vitamina D: que esta também atua no cérebro e sabe-se que ela está associada à expressão de diferentes proteínas e células essenciais para sua função, e estudos experimentais sugerem que sua deficiência pode estar associada a disfunções cerebrais inflamatórias e vasculares que podem culminar em processos degenerativos.

         Vitamina D é essencial aos indivíduos, mais conhecida como “a vitamina do sol” pelo fato de a pele ser uma considerável fonte de produção desta vitamina quando sujeita à ação direta dos raios solares, e mais: sem raios solares adequados não há produção, portanto, protetores solares impedem a produção. É imprescindível tomar sol direto por pouco tempo, passando do período recomendado utilize protetor ou bloqueador solar. A recomendação atual para indivíduos que não se expõem diariamente ao sol devem consumir 2000 a 10000 unidades internacionais respectivamente, ou o suficiente para manter a concentração de vitamina D no sangue superior a 30ng/ml, doses estas adequadas para os ossos e bom funcionamento do corpo em geral.

             Quais as fontes de vitamina D? Seu nível em nosso organismo vai dependenter,na maior parte, de sua síntese na pele após exposição ao sol e outra menor parte da dieta, especialmente da gordura dos peixes, leite, gema de ovo, fígado e alimentos enriquecidos com a vitamina; os peixes ricos em vitamina D são praticamente os mesmos ricos em Ômega 3 (ex: salmão, atum, sardinha), sendo este último componente nutricional de reconhecida eficácia na melhora do desempenho cerebral e também na capacidade de evitar doenças como o derrame cerebral e a Doença de Alzheimer.

             Exposição ao sol, normalmente de 5-15 minutos entre ás 10h às 15h de exposição dos braços e das pernas ou das mãos, sem protetor solar (após esse período de exposição ao sol a aplicação de um protetor solar é necessária, para evitar os efeitos nocivos da exposição excessiva à luz solar) e aumento da ingestão de vitamina D na dieta e suplementar são maneiras razoáveis para se garantir a suficiência. É possível se obter da fonte na alimentação, entretanto, a quantidade é muito pequena disponível, por exemplo, teríamos que tomar cerca de seis copos de leite por dia, todos os dias do ano, o que de certa forma seria inviável e enjoante, então, a recomendação mais adequada seria o banho de sol. Dessa forma, como já orientado, o ideal seria mesclar a alimentação adequada com, principalmente, a exposição diária ao sol.


 

Todos os direitos reservados.

" Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta vitória que vence o mundo: a nossa fé." ( 1Jo 5:4)

  Site Map